Onde você guarda seu machismo?

Por Márcia Santos Almeida. Publicado em Eventos

mulheres fisl
Por Eliza Mancuso
Duas atividades ontem à tarde no fisl14 deram destaque a participação feminina no evento.
 
A primeira foi a oficina "Linux para gurias", em que Soraya Hossain apresentou, de forma descontraída e divertida, o Software Livre para um público vasto, de garotas que estavam dando seus primeiros passos nas tecnologias livres até as profissionais da área. Num ambiente que ainda é predominantemente masculino, a criação de um espaço (quase) exclusivo para as mulheres, como foi a proposta da oficina, torna mais convidativa a participação ativa das mulheres na atividade, tornando o fluxo de informações mais contínuo e horizontal. 

Durante o workshop, além da história do GNU/Linux, as participantes aprenderam a fazer a migração de sistema, tirando dúvidas como compatibilidade de hardware, aplicativos, segurança, principais programas e os melhores benefícios que o Linux proporciona em relação aos outros sistemas operacionais.

Outro destaque ontem foi a conversa "Onde você guarda seu machismo?". Através da Programação Neurolinguística (PNL),  a palestrante Danielle Gomes mostrou a realidade e os desafios das mulheres que escolhem trabalhar com tecnologias. Ativista do grupo Mulheres na Tecnologia, Danielle apresentou o resultado de uma pesquisa realizada recentemente em redes sociais que mostrava que, mesmo nos tempos atuais, as mulheres ainda sofrem grande preconceito quando optam por trabalhar em áreas de predominância masculina.

Segundo a pesquisa, as mulheres "acabam se submentendo a ambientes de trabalho machistas, elogios impróprios e constrangedores, salários inferiores e muitos outros problemas". A conversa incitou o debate e provocou os participantes de ambos os sexos a se perguntarem: nós somos machistas?

Foto: Guilherme Dias/indicefoto

Fonte: http://softwarelivre.org/fisl14/blog/onde-voce-guarda-seu-machismo

Comentário (0) Hits: 920

Fundadora da Ada Initiative defende participação das mulheres nos eventos de tecnologia

Por Márcia Santos Almeida. Publicado em Eventos

ada fisl

A diretora executiva e co-fundadora da Ada Initiative - fundação que reúne mulheres da computação e cultura -, Valérie Aurora, abriu o segundo dia do fisl14 falando sobre a importância feminina nas conferências de Software Livre. “Participo de muitos congressos e posso garantir que a presença das mulheres é quase nula, cerca de 2%, e esta ausência tem um motivo sério: o assédio”.

Segundo Aurora, o FISL está fazendo um papel muito importante no combate a esse problema. “No site do evento podemos encontrar uma política anti-assédio que informa aos participantes os tipos de posturas aceitas, o que não é permitido e quais as punições para quem não cumprir as regras”, diz.

A política, segundo Gabriel Galli, que faz parte da assessoria de comunicação do Fórum, visa a proporcionar uma experiência livre de assédio para todos e todas as participantes, independente de gênero, necessidades especiais, orientação sexual, aparência física, raça, etnicidade, religião e condição econômica. “Nós, membros da organização do FISL e da comunidade Software Livre, não podemos permitir nenhuma forma de desrespeito aos participantes. Aqui todos sempre serão recebidos de braços abertos”, diz Galli.

Aurora apresentou dados sobre a participação das mulheres nas conferências de Software Livre e citou o Brasil como um país promissor. “45% dos participantes nos eventos que acontecem na Malásia são mulheres. Nos EUA o número é de 40%. E no Brasil a participação feminina cai para 10%”, enumera. Porém, para a ativista, o país pode subir no ranking com facilidade. “O FISL é um exemplo para todos nós. Metade das pessoas que estão ministrando palestras é mulher. Além disso, todas estão protegidas com a política anti-assédio. Isso chama a participação delas”.

As manifestações no Brasil também foram mencionadas pela palestrante, que destacou a vasta presença feminina nas ruas. “Imagina se todas essas mulheres ficassem em suas casas ao invés de protestar?”. Aurora afirma que a inteligência e delicadeza feminina faz diferença na luta de toda a comunidade de Software Livre.

Ao destacar o futuro das conferências, Aurora deixa seu recado. “Não tolere, permita ou fomente o assédio sexual. Tenha cuidado ao interpretar uma mulher”, completou sobre as conclusões precipitadas dos homens quanto à simpatia do público feminino. “Precisamos falar olhando nos olhos e isso não quer dizer que estamos flertando”.

Foto: Tárlis Schneider/Indicefoto

Fonte: http://softwarelivre.org/fisl14/blog/fundadora-da-ada-initiative-defende-participacao-das-mulheres-nos-eventos-de-tecnologia

Comentário (0) Hits: 757

/MNT no #FISL14

Por Márcia Santos Almeida. Publicado em Eventos

banner-469x61

O 14º Fórum de Software Livre será mais que especial para as representantes do /MNT, além de acompanhar de perto as novidades do mundo do Software Livre, teremos palestras e oficinas ministradas por essa mulherada que está tomando conta do setor de Tecnologia. Vejam algumas das atividades confirmadas:

Dia: 03/07/2013 (quarta-feira)
 
Tema: Onde guardamos o nosso machismo?
Horário: 19:00 Duração: 60 minutos
Descrição: Apresentarmos situações, em especial do mercado de trabalho de tecnologia, em que temos pensamentos e/ou comportamentos tipicamente machistas, colaborando para que as pessoas possam: identificar, reconhecer e evitar.
Autoras: Danielle Gomes de Oliveira, Christiane Borges Santos e Márcia Santos Almeida
Para melhorar nossa discussão, gostaríamos que participassem da nossa pesquisa sobre o tema e divulguem o formulário para seus colegas de trabalho e/ou faculdade. Clique aqui.
 
 
Tema: Oficina de WordPress
Horário: 16:00 Duração: 90 minutos
Descrição: WordPress é uma plataforma para blogs e para gerenciamento de conteúdo com uma grande comunidade de usuários no Brasil e ao redor do mundo, lançado em maio de 2003 e em contínuo desenvolvimento. TechCrunch, os blogs do New York Times, PlayStation Blog, Best Buy Mobile e National Geographic Magazine são alguns entre milhares de sites movidos a WordPress.
Autora: Tatiane Pires
 

 
Dia: 04/07/2013 (quinta-feira)
 
Tema: Introdução ao Arduino: robótica com software e hardware livres 1
Horário: 13:00 Duração: 180 minutos
Descrição: Arduino é uma plataforma de hardware e software livres na qual entusiastas de eletrônica, programadores e designers podem criar projetos no estilo "faça você mesmo". Com ele, conseguimos automatizar praticamente tudo, utilizando software e hardware livres; a plataforma é simples de utilizar e existe muito hardware e software livres disponíveis, facilitando o desenvolvimento de novos projetos. Essa é uma palestra introdutória, onde serão apresentados os conceitos básicos e exemplos de projetos.
Autores: Desireé dos Santos e Álvaro Justen
 
 
Tema: Introdução ao Python
Horário: 14:00 Duração: 60 minutos
Descrição: A ideia é apresentar a linguagem de programação orientada a objetos, apresentar os conceitos do Python, os comandos básicos, loop statements: if, for, while, os objetos, exemplos de sistemas construídos com Python e Python na Web. Por que programar em Python é divertido? E o que pode ser construído?
Autora: Luciana Campos Mota
 
 
Tema: GStreamer SDK
Horário: 16:00  Duração: 60 minutos
Descrição: GStreamer é um framework livre para desenvolvimento multimídia. Ele é usado em uma variedade de aplicações, de tocadores de áudio (como Rythmbox e Banshee) a editores de vídeo. O GStreamer SDK facilita o uso do GStreamer em múltiplas plataformas, Linux, Mac OS X, Windows e Android, provendo binários prontos para serem utilizados além de um sistema e de build e instruções precisas para construir a partir do fonte. O GStreamer SDK ainda provê tutoriais e outras documentações além de estabilidade de versão. Durante a palestra irei discutir problemas interessantes envolvidos no desenvolvimento do GStreamer SDK, falarei um pouco sobre o cerbero - sistema de build e empacotamento usado pelo GStreamer SDK, e apresentarei o básico sobre a utilização do SDK.
Autora: Luciana Fujii Pontello

 

Tema: Oficina: Introdução ao Arduino
Horário: 17:00 Duração: 180 minutos
Descrição: Arduino é uma das plataformas livres mais conhecidas de computação embarcada. Com ele, conseguimos automatizar praticamente tudo, utilizando software e eletrônica; é simples de usar e existe muito hardware e software livres disponíveis para facilitar o desenvolvimento de novos projetos. Essa oficina é uma introdução ao uso do Arduino, passando por desenvolvimento de simples programas e montagem de simples circuitos eletrônicos. Não é necessário saber eletrônica ou programação.
Autores: Desireé dos Santos e Álvaro Justen
 
 
Tema: Criando appliance com Suse Studio
Horário: 17:00 Duração: 180 minutos
Descrição: Oficina de Suse Studio
Autora: Carol Souza
 

 
Dia 05/06/2013 (sexta-feira)
 
Tema: Arduino: mostra de projetos livres
Horário: 12:00 Duração: 120 minutos
Descrição: Arduino é a plataforma livre mais conhecida de computação embarcada. Com ele, conseguimos automatizar praticamente tudo, utilizando software e eletrônica; é simples de usar e existe muito hardware e software livres disponíveis para facilitar o desenvolvimento de novos projetos. Nesse encontro serão exibidos vários projetos livres implementados utilizando-se Arduino e outras tecnologias livres, pela comunidade brasileira. Não é necessário conhecimento prévio para assitir às apresentações.
Autores: Desireé dos Santos e Álvaro Justen
 
 
Tema: Introdução ao Arduino: robótica com software e hardware livres 2
Horário: 17:00 Duração: 120 minutos
Descrição: Arduino é uma plataforma de hardware e software livres na qual entusiastas de eletrônica, programadores e designers podem criar projetos no estilo "faça você mesmo". Com ele, conseguimos automatizar praticamente tudo, utilizando software e hardware livres; a plataforma é simples de utilizar e existe muito hardware e software livres disponíveis, facilitando o desenvolvimento de novos projetos. Essa é uma palestra introdutória, onde serão apresentados os conceitos básicos e exemplos de projetos.
Autores: Desireé dos Santos e Álvaro Justen
 
 
Tema: Curso de Educomunicação
Horário: 12:00 Duração: 60 minutos
Desrição: Curso de educomunicação voltado a professores e educadores que atuem nas áreas de jornal, vídeo, fotografia e comunicação pela rede.
Autora: Clarisse de Lima Abrahão
 
Tema: Acessibilidade na Web: Principais Problemas e Soluções
Horário: 12:00 Duração: 60 minutos
Descrição: A palestra irá abordar alguns dos principais problemas de acessibilidade encontrados na web, como identificá-los e resolvê-los com o apoio de padrões pré-estabelecidos e ajuda de softwares. Recomendado para desenvolvedores web, designers, arquitetos da informação e analistas de usabilidade. 
Autora: Juliana Fernandes
 

Tema: PyGtk para início de conversa
Horário: 14:00 Duração: 60 minutos
Descrição: Python é uma linguagem bastante conhecida pela sua simplicidade e facilidade de entendimento. Unir suas qualidades ao Gtk+ pode ser a porta de entrada de contribuições a um dos principais projetos de software livre, o Gnome. Neste contexto, o Gedit, editor de texto oficial, será usado para exemplificar como é possível desenvolver plugins para uma aplicação e disponibilizá-los a comunidade. Também será apresentada uma experiência de submissão ao Gnome Outreach Program for Women.
Autora: Melissa Wen

 

Tema: Cultura DYI e desenvolvimento nos Padrões Web: faça você mesmo a sua web das coisas
Horário: 19:00 Duração: 60 minutos
Descrição: Faça você mesmo a sua web das coisas
Autora: Yasodara Córdova
 

 
Dia 06/07/2013 (sábado) 
 
Tema: VoIP em Redes PLC (PowerLine Communications)
Horário: 15:00 Duração: 60 minutos
Desrição: Esta palestra tem como objetivo descrever conceitos fundamentais sobre as tecnologias PLC (PowerLine Communications), Homeplug e SmartGrid, além de apresentar uma análise do tráfego VoIP (Voz sobre IP)utilizando a rede PLC como meio de transmissão. O objetivo é verificar, através de ferramentas livres, se a qualidade da transmissão está em conformidade com as especificações iniciais, e se respeita parâmetros de qualidade de serviço.
Autora: Christiane Borges Santos  
 
 
Tema: Identidade Visual no Governo
Horário: 15:00 Duração: 60 minutos
Desrição: Identidade Digital no Governo
Autora: Tânia Andrea.  
 
 
Tema: Palestra sobre as licenças. O que realmente é livre? 
Horário: 12:00 Duração: 60 minutos
Desrição: Na prática, as pessoas querem tudo livre (software e conteúdo) mas na hora de liberar o seu conteúdo, por exemplo, é uma dificuldade. Nesse sentido acabamos entrando numa discussão, por esse viés também, sobre as questões relacionadas à autoria...
Autora: Patricia Fisch
 
 
Tema: Encontro Comunitário: Garotas #CPBR 
Horário: 10:00 Duração: 120 minutos
Desrição: O Objetivo é reunir os atuais membros da comunidade e também captar novos membros.
Autora: Elaine Cecília Gatto
 
Tema: Hands On - GeoGebra 
Horário: 14:00 Duração: 180 minutos
Desrição: Minicurso sobre GeoGebra
Autores: Ole Peter Smith e Tânia Maria Machado de Carvalho
 

Seu nome não está aqui? Envie os dados da sua palestra para contato[@]mulheresnatecnologia.org
 
Grade sujeita a alterações*.  
 
Comentário (0) Hits: 1002

Participação do /MNT no Flisol 2013

Por Cleiviane. Publicado em Eventos

379317 395112393918022 1948699860 nNo ultimo dia 27, aconteceu em várias cidades do Brasil e de toda a América Latina o Flisol (Festival Latino Americado no Instalação de Software) e o /MNT, assim como foi citado anteriormente, marcou presença. Confira alguns depoimentos de algumas das nossas integrantes sobre como foi o evento:

 Priscila Mayumi Sato - Campinas/SP

"Sobre o FLISOL Campinas DESTE ANO:
participei desde a primeira reunião a organização, mas o Klederson acabou fazendo boa parte de tudo.
O evento contou com mais de 200 inscritos. Distribuímos muitos brindes e tivemos boas palestras, com palestrantes muito gabaritados.
Realmente tivemos esse ano, novamente, pessoas com guerrinhas entre tecnologias. Mas no fim o ambiente foi agradável tivemos esse ano patrocinadores, o que deu a chance de mais brindes, pagar a vinda de alguns palestrantes de longe e um pequeno coffe break.
Apesar do número menor de pessoas foi um evento bacana, acho que melhor que o do ano passado. Mas ainda não lançamos uma nota oficial sobre.
As palestras mais lotadas foram sobre Firefox OS, Android e impressora 3D, mas as outras palestras também foram boas. Houve um pequeno barcamp onde as pessoas puderam se reunir para discutir algum assunto (e brigar :p)."

Márcia Santos - Brasília/DF
"Participei no flisol em DF, um dos maiores eventos do país, juntamente com a Luciana. Preparamos uma palestra de última hora sobre a participação das mulheres na tecnologia. Compareceram umas 25 pessoas. Pelo que percebi, 98% eram estudantes. Discutimos tópicos polêmicos. As meninas/mulheres expuseram as situações que vivenciam no dia a dia.
Montamos um bazar do mnt, onde falamos do grupo para quem chegava ali, distribuimos nossos cartões de visita e vendemos alguns produtos como canecas, bottons e camisetas (para pagar as despesas que ainda restam do nosso encontro), convidamos a todos a participarem conosco fortalecendo a representatividade local do grupo e até demos algumas entrevistas.
A comunidade de SL de DF é bem madura. Muitos professores universitários e do profissionais do governo estavam presentes. Muitas palestras boas. Muito networking. Valeu a pena!"

Goiânia/GO - Andressa Martins
"Esse foi o quinto Flisol que eu ajudo em parte da organização aqui em Goiás
Nosso evento foi organizado às pressas (1 mês e meio de antecedência) mas por sorte e/ou organização conseguimos fazer um bom evento."

Goiânia/GO - Cleiviane Costa
"Sucesso, é a palavra que uso para descrever o Flisol 2013 em Goiânia. Sinto-me orgulhosa por fazer parte da organização do evento que foi recorde de público(968 inscrições confirmadas). Por estar na organização não consegui assistir muitas palestras, mas fiquei feliz em ver nomes femininos na grade.
Outra coisa legal que rolou foram os encontros comunitários, ver a galera das comunidades de desenvolvedores de várias tecnologias se reunindo e poder interagir com eles foi sem dúvidas uma grande experiência. A campanha de doação de alimentos feita no dia também foi um sucesso. O Flisol como sempre foi um evento muito bem organizado, o temário foi bastante elogiado e o dia correu sem maiores problemas. Algumas integrantes do MNT montaram bazar onde foram vendidas camisetas, canecas, mochila e bottons do grupo.
Espero colaborar com o próximo evento novamente e também com o FGSL (Fórum Goiano de Software Livre) que vai realizar sua 10º edição em Novembro. Flisol deixou saudade e uma comprovação de quem em Goiás a comunidade SL está bastante ativa e possui pessoas comprometidas e que fazem acontecer. Até o FLISOL 2014 galera."

Recebemos também alguns depoimentos que nos entristeceram.

Sorocaba/SP - Natascha Hun
"Foi a primeira vez em minha cidade e, infelizmente, não houve. Embora haja várias faculdades públicas e privadas com cursos de computação na cidade, o povo aqui não possui a cultura de ir em eventos, pois as faculdades não estimulam isso. O organizador do evento estava sem tempo hábil para divulgações e respondeu meu contato para ajuda muito próximo ao evento, não possibilitando montar uma grade bacana.
Eu iria dar uma palestra de PHP e outro programador de Ruby. Porém, além de ter ido a toa porque não foi ninguém (só organização), tive ainda o desprazer de ouvi-lo fazer o que a comunidade Ruby sempre faz: detonar a linguagem PHP e a comunidade de desenvolvedores PHP. =/
Bom, ficou aí meu "desabafo", espero que o FLISOL de vocês tenha sido muito melhor do que o meu!"

Campinas/SP - Alessandra Gomes
Não fui ao FLISOL Campinas deste ano, mas fui no do ano passado e compartilho o desabafo da Natascha.
Tentei ir como palestrante, mas no final das contas não consegui submeter a minha proposta. Mesmo assim fui como participante.
O evento contava com palestras muito interessantes, mas pouquíssimos participantes! Pelo que entendi, eles juntaram com o pessoal do FLISOL Rio de Janeiro, pois os dois eventos tiveram poucos palestrantes.
Além disso, vi muito esta postura de defender uma tecnologia usando argumentos que denigrem outras. Pelo menos na minha opinião, isso é realmente lamentável.

Episódios lamentáveis, mas fica aqui o convite feito pela Danielle Oliveira, também de Goiânia:
"Nossa em Goiás e DF é sempre bem produtivo, com bastante participação. Vamos ajudá-los a mudar a realidade de Campinas e Sorocaba?"

Fica a dica. Até mais.

Comentário (0) Hits: 1021

Mulheres no CISL

Por Márcia Santos Almeida. Publicado em Eventos

Nos dias 10 e 11 de abril de 2013 aconteceu o IV Planejamento Estratégico de Ações do Comitê Técnico de Implementação de Software Livre do Governo Federal (Cisl) em Brasília-DF.

O encontro que contou com mais de cem representantes da sociedade civil, governo e academia debateu os rumos do software livre no Brasil através da discussão de três grandes áreas de atuação:

-Adoção do Software Livre;
-Compartilhamento e Colaboração;
-Sociedade e Educação.

O grupo Mulheres na Tecnologia estava presente representado pela Danielle Gomes de Oliveira, Márcia Santos Almeida e Christiane Borges que encontraram com outras mulheres da área de TI, grande parte atuantes nos órgãos do governo federal: SERPRO, Marinha do Brasil, Caixa Econômica Federal, Governo do Distrito Federal, Banco do Brasil, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão além da Associação de Software Livre.Org, Universidade Estadual de Goiás, etc.  Foram bons momentos de networking e divulgação do grupo.

mulheres atuantes no governo


Saiba como foi o planejamento aqui.

Comentário (0) Hits: 3060
No tweets found.
  • mamu